Olá Pessoas !

Bem-vindos a este Blog, espero que vocês se divirtam cruzando as letras .

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Reflexões de filócrates

Por Melquezedeque Farias Rosa

               
Meu herói não é herói morto, não é herói de revista, de gibi, nem de filmes importados de uma cultura alienígena qualquer.
         O meu herói é o que eu vejo quando me olho no espelho, é o que eu olho quando me vejo no espelho, é o que eu me espelho quando me olho e me vejo.
        O meu herói sofre com o mundo, com o que o mundo faz do próprio mundo, com o que o mundo faz de seus heróis, com o que os heróis fazem de sim mesmos __ heróis mundanos.   
        O meu herói ri e chora e fala e cala; nasce e cresce e vive e morre; perde e supera e vence e se entrega; se entristece e se renova e se alegra.
O meu herói é herói de carne e osso e nervo; cheio de si mesmo e dos outros e do mundo; feito de coragem e medo e vontade; encara e foge e escapa e reage.
O meu herói leva meu nome e sobrenome; vê em deus sua própria imagem; pensa o mundo dentro de si mesmo; sente o mundo pulsando em seu coração__ herói humano.
O meu herói não tem vergonha de si mesmo, nem se arrepende de seus feitos, nem tampouco crucifica seu passado.
O meu herói é herói sem verdade; é o que sente e se pensa e se vê e se toca e se espelha quando se olha. Não é imbatível, nem tem poderes especiais.
O meu herói é herói da vida; é a própria vida; a vida sou eu; sou meu eu-herói, meu eu-vida. Faço a vida que me faz; a vida-herói sou eu!     

        

2 comentários:

  1. ASSIM COMO ZARATUSTRA, FILÓCRATES DEVE SER UMA ESPÉCIE DE ANTI-HERÓI, UM NATIMORTO QUALQUER QUE INSISTE EM NÃO DESFALECER E, SIMULTANEAMENTE, UM MERO MORTAL QUE ESTÁ ALÉM DE SEU TEMPO E QUE, PARA NOSSA FELICIDADE, TRANSITA POR ESTE MUNDO METAMORFOSEANDO-SE: ELE HABITA NO INTERVALO ENTRE UM HERÓI PUSILÂNIME E UM COVARDE GUERREIRO QUE, MESMO SENDO ODIADO (OU DESPREZADO COM HOJERIZA) TODOS GOSTARIAM DE CONHECÊ-LO...

    ResponderExcluir
  2. Embora a personagem Filocrates seja anterior a minha leitura e conhecimento do Zaratustra de Nietzsche, parece mesmo ter com o Zatustra algumas semelhancas. Mas so algumas, visto que o pensamento de Zaratustra esta voltado para a auto-afirmcao do homem contido na ideia de super-homem, enquanto o pensamento de Filocrates esta voltado para a negacao de toda certeza possivel do homem. Se Nietzsche tende a afirmar o homem como deus de si proprio ou seguidor de si proprio homem, filocrates afirma deus como um homem fracassado que perdeu-se a sim mesmo e nao mais se reconhece. O que ele faz em suas reflexoes sobre o heroi humano e tentar resgatar esse homem perdido em si mesmo, leva-lo a se encontrar com sua propria naturteza negativa de ser. Informa;oes mais profundas sobre o pensamento de filocrates encontra-se em seu Tratados das Incertazas, obra inacabada, sem principio nem fim, e de proposito assim, escrita sem muitos cuidados, como a relacao como a vida deve ser, segundo o proprio Filocrates.

    ResponderExcluir